“A instituição cujos docentes tiveram maior impacto agregado na área da Ciência dos Materiais foi a Universidade de Aveiro (UA)”. A conclusão é da Direcção–Geral de Estatísticas da Educação e Ciência (DGEEC) que acaba de publicar um estudo detalhado sobre a produção científica dos docentes a tempo inteiro em instituições do Ensino Superior portuguesas que, simultaneamente, enquanto investigadores e membros pertencentes a Unidades de Investigação participaram na avaliação das Unidades conduzida pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia em 2013.

 As conclusões deste estudo não deixam margem para dúvidas quanto à liderança nacional dos docentes da UA na investigação na área da Ciência dos Materiais. O impacto agregado da Universidade do Porto, que aparece em segundo lugar, é 20 por cento inferior ao da UA, enquanto que o impacto da terceira instituição no pódio, a Universidade do Minho, é 35 por cento inferior. O estudo da DGEEC revela, ainda, que a UA é a instituição com mais docentes (41) com maior impacto individual na área da Ciência dos Materiais (top 25 por cento nacional).

As Unidades de Investigação da UA na área da Ciência e Engenharia dos Materiais compreendem o Laboratório Associado CICECO-Instituto de Aveiro de Materiais, um polo do Laboratório Associado I3N e a unidade de investigação TEMA. Os seus docentes pertencem aos departamentos de Química, Engenharia de Materiais e Cerâmica, Física e Engenharia Mecânica.

 O estudo da DGEEC pode ser consultado em www.dgeec.mec.pt/np4/543.html.”

 

A notícia encontra-se em aqui.

Please follow and like us: